To The Bone, novo de drama da Netflix sobre a anorexia, de cara já sofreu comparações com a série 13 Reasons Why, por tratar um assunto tão polêmico quanto o suicídio. Na sua estreia como diretora, Marti Noxon concedeu entrevista à Entertainment Weekly e comentou as comparações de seu trabalho com a série que segue a vida de Hannah Baker (Katherine Langford).

“Bem, acho que, de certa forma, tivemos a sorte por sair após 13 Reasons Why. A série acendeu essa conversa não só internamente na Netflix, mas depois houve uma certa conversa sobre isso nos meios de comunicação, o que, penso, espero que fará as pessoas conscientes que é algo pessoal para eles e eles estão em um lugar onde pode ser difícil”, explicou, já alertando que o filme já contará com avisos para a audiência. “Haverá um cartão antes do filme, permitindo que as pessoas saibam que pode ser super emocional”.

A cineasta também explicou que o filme se baseia na sua própria história, na qual ela lutou contra a anorexia por 10 anos. “Foi um momento sombrio na minha vida. Durante anos, as pessoas disseram que você deve escrever sobre isso e eu sempre fui como ‘Ugh, quem quer ver esse filme?’ Os transtornos alimentares são: A) não são divertidos nas festas, e B) não são muito divertidos nos filmes”, revelou.


No filme, Keanu Reeves interpreta um médico que consegue tratar o caso de anorexia de uma jovem (Lily Collins) ao adotar métodos poucos convencionais.

To the Bone marca a estreia na direção da roteirista Marti Noxon, que já escreveu para Buffy: A Caça-Vampiros e Mad Men. Estreia na Netflix nesta sexta-feira (14). Veja abaixo o trailer: