Entrevista machista de James Cameron ressurge após suas críticas a Mulher-Maravilha

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O diretor James Cameron não é o maior fã de Mulher-Maravilha, filme da cineasta Patty Jenkins que ganhou elogios pela representação feminina no gênero dos filmes de super-heróis.

Em entrevista ao The Guardian, ele disse: “Todos os aplausos que Hollywood está dando para si mesma por causa de Mulher-Maravilha são tão equivocados. Ela é um ícone objetificado, é a mesma coisa que a Hollywood machista sempre fez!”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

 

Após uma equilibrada resposta da própria Jenkins no Twitter (veja aqui), uma entrevista de Cameron para a Playboy em 2009 voltou à tona na rede social, mostrando que os comentários do diretor sobre personagens femininas e feminismo no geral nem sempre foram impecáveis.

“Bem no começo da produção de Avatar, eu disse aos técnicos sobre Neytiri: ‘Ela tem que ter seios’, mesmo que não faça sentido porque não é uma raça mamífera”, contou o diretor.

“As coisas mudam no cinema quando você tenta lidar com mulheres de verdade na tela. Uma parte do público preferem mulheres de fantasia, porque afinal, vamos ser sinceros: você pode passar sua vida inteira tentando entender uma mulher de verdade, e não vai conseguir. As de fantasia são fáceis”, disse ainda.

Mulher-Maravilha já é o filme mais lucrativo do verão americano, com mais de US$800 milhões de bilheteria ao redor do mundo. De acordo com o Deadline, a sequência do filme será lançada no dia 13 de dezembro de 2019.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio