Fim da era do 3D: Antes o salvador de Hollywood, formato sofreu queda drástica nas bilheterias

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2010, parecia que o 3D era o grande salvador de Hollywood em termos de bilheteria. Com a ajuda das receitas restantes de Avatar, lançado no ano anterior, e dos sucessos de Toy Story 3 e Alice no País das Maravilhas, o formato estava no auge.

Em 2010, o 3D correspondeu a 21% da receita nas bilheterias americanas, acumulando cerca de US$2.2 bilhões durante o ano. Pule para 2016, no entanto, e a queda é drástica: US$1.6 bilhões de bilheteria para lançamentos 3D.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O maior filme exibido no formato no ano passado foi Mogli – O Menino Lobo, de Jon Favreau. Os efeitos especiais luxuosos do filme foram o que atraiu o público para as sessões 3D.

Abaixo, confira um gráfico de como a receita dos filmes 3D flutuou de 2010 para cá (via THR):

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio