O diretor Doug Liman confessou em entrevista ao Uproxx que sua adaptação do primeiro livro da série Bourne, intitulada A Identidade Bourne (2002), quase terminou com um final bem diferente para o espião, interpretado por Matt Damon.

“Eu e Matt conversamos sobre matar Jason Bourne no final do filme. Pensamos: ‘Ninguém vai esperar isso!’. É claro que depois fomos convencidos a mudar esse final”, ri Liman.

Ainda bem, porque o espião em seguida estrelaria outros três filmes: A Supremacia Bourne (2004), O Ultimato Bourne (2007) e Jason Bourne (2016).