A cena do interrogatório entre Batman (Christian Bale) e Coringa (Heath Ledger) em O Cavaleiro das Trevas, filme de Christopher Nolan que serve como capítulo “do meio” de sua trilogia Batman, é lendária.

A interpretação intensa de Heath Ledger na pele do vilão é em grande parte responsável por esse impacto todo, e o colega de cena Bale revelou em entrevista ao THR que o compromisso do ator com a cena era tão grande que socos falsos não eram o bastante.

“O que você vê no filme é que Batman percebe o quanto o Coringa é diferente de seus outros inimigos, porque ele parece gostar de apanhar. Heath estava se comportando de maneira similar no set. Ele estava me incentivando a bater nele. Eu dizia: ‘Você sabe que eu não preciso fazer isso, não é? Um soco falso vai ficar igual na câmera’. E ele repetia: ‘Vamos lá, vamos lá, vamos lá'”, conta Bale.


“Ele se jogava contra as paredes do set, que eram de azulejos e começaram a se soltar e ficar rachadas. Seu compromisso era total. Eu entendi que estava trabalhando com um tremendo ator que entendia qual era o tom que Chris [Nolan] queria com esse filme”, disse ainda.

A morte trágica de Ledger ainda em 2008, antes do lançamento do filme, chamou ainda mais atenção para sua performance – a perturbação de interpretar um personagem tão cruel e sombrio teria sido parte do que levou o ator a um suicídio acidental com remédios.