Thor: Ragnarok não serve só como o final de uma trilogia de filmes solo para o deus do trovão, como o começo de uma “trilogia” de filme para o Hulk interpretado por Mark Ruffalo.

A colocação foi feita pelo próprio ator ao CinemaBlend: “Kevin [Feige, chefão da Marvel Studios] se aproximou de mim e disse: ‘Se você fosse fazer filmes solo do Hulk, como eles seriam?’. Eu disse minhas ideias para a jornada do personagem e como ela deveria acabar, e ele disse: ‘Bom, isso é ótimo! Por que não fazemos isso nos próximos três filmes, de Thor: Ragnarok a Vingadores 4?’. Eu achei incrível! Nesse filme, começamos o arco”, contou.

Os direitos de personagem do Hulk são famosamente divididos entre a Marvel e a Universal, que até agora impediu que a editora lançasse filmes solo do Gigante Esmeralda.


Em sua terceira aventura solo, Thor se vê preso do outro lado do universo, sem seu martelo, e entra em uma corrida para salvar Asgard do Ragnarok – uma espécie de apocalipse, em que seu mundo seria destruído completamente, tudo pelas mãos da terrível Hela. Primeiro, no entanto, ele tem que sobreviver a um desafio de gladiadores que o coloca contra um amigo – o incrível Hulk!

Thor: Ragnarok estreia em 25 de outubro no Brasil, com direção de Taita Waititi.