Diretor de Mad Max: Estrada da Fúria processa a Warner Bros. por ganhos não pagos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mad Max: Estrada da Fúria foi um dos filmes mais aclamados pela crítica em 2015, vencedor de diversos oscars e arrecadou mais de US$ 500 milhões no mundo todo. Entretanto, um quinto filme da série Mad Max não deve acontecer tão cedo.

Isso porque o diretor do longa, George Miller, junto de sua produtora, a Kennedy Miller Mitchell, está processando a Warner Bros. por ganhos não pagos relacionados ao filme.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Nós recebemos um ganho substancial por um trabalho cuidadoso que durou cerca de 10 anos desde a escrita do roteiro até a sua preparação, e 3 anos de produção. Esse trabalho resultou em um filme aclamado globalmente” explicou Miller em artigo publicado pelo Sydney Morning Herald.

O diretor afirma que gostaria de trabalhar mais vezes com a Warner Bros., ao invés de processá-la, mas como seus ganhos não foram pagos, depois de um ano de discussão ele resolveu entrar com o processo.

Em comunicado, a Warner Bros. disse que “discorda e irá se defender vigorosamente contra a acusação”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio