Jovem alertava sobre comportamento predador de criador da Disney/Pixar por 20 anos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O fundador da Pixar John Lasseter renunciou a seu cargo de Diretor de Animação da Pixar/Disney após casos de abuso sexual. No entanto, parece que não é de hoje que pratica um comportamento inapropriado dentro da empresa.

Uma jovem mulher, de maneira secreta, informava sobre casos onde Lasseter assediava diversas pessoas, principalmente mulheres. Era conhecido como um abraçador, no qual fazia crer que seu abraço era uma prova de confiança sobre a pessoa ou possível projeto relacionado. Em entrevista à revista Variety, algumas mulheres que não quiseram se identificar por medo de represálias, confirmaram que John era tóxico. “Era sexista e misógino”, disse uma das funcionárias.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muitas mulheres que trabalham na Pixar confirmam que há esse rumor dentro da empresa, onde mulheres jovens eram alertadas a ficarem longe de John, onde também apontaram que ele tinha problemas com bebidas, o que o deixava mais perigoso.

John Lasseter foi o criador de Toy Story e estava liderando o projeto do quarto filme, que teve seus roteiristas originais deixando o filme após a exposição desses casos. Lasseter, em comunicado interno, comunicou que saíra do cargo por seis meses para repensar suas atitudes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio