Liga da Justiça | Gal Gadot conta como Mulher-Maravilha reagiria a assédio sexual

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Liga da Justiça está ganhando diversos materiais inéditos, deixando os fãs cada vez mais apreensivos para o tão esperado lançamento do filme. E ao que parece, todo o elenco está engajado em fazer uma obra diferente.

Em uma recente entrevista, a atriz Gal Gadot falou ao Comicbook sobre um assunto que têm surgi na mídia de uma forma um tanto quanto constante, por variados motivos; o assédio sexual na indústria. E de uma forma um tanto quanto diferente, ela respondeu o que a heroína faria se fosse assediada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu não acho que a Mulher-Maravilha deixaria ninguém usar seu poder contra sua própria vontade. Ela é muito poderosa, assim como suas vontades”, disse ela.

Gal falou também sobre a sua própria opinião a respeito do assunto.

“Assédio sexual é inaceitável. Eu estou junto de todas as mulheres que estão criando coragem para se manifestar contra esse tipo de coisa na indústria”, falou Gal.e

Com Batman, Flash, Ciborgue, Mulher-Maravilha e Aquaman, o primeiro filme da Liga da Justiça foi dirigido por Zack Snyder e finalizado por Joss Whedon.

A estreia foi adiantada para o dia 15 de novembro no Brasil.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio