Mãe britânica quer banir A Bela Adormecida da escola da filha por “conduta sexual inapropriada”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sarah Hall, uma mãe de Newcastle (Inglaterra), quer banir livros e filmes mostrando a clássica história de A Bela Adormecida da escola de sua filha, alegando que se sentiu “perturbada” quando leu a cena sobre o Príncipe Phillip beijando Aurora nos lábios para acordá-la.

Hall questiona se a história “ainda é relevante” hoje em dia, e postou a indignação em seu Twitter, dizendo: “Uma coisa eu tenho certeza: Enquanto narrativas assim ainda forem vistas nas escolas, nunca vamos mudar as atitudes enraizadas que temos sobre condutas sexuais”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Na sociedade de hoje, essa história não é apropriada”, comentou Hall ao Nescastle Chronicle. “Meu filho tem seis anos de idade e absorve tudo o que vê. Eu não estou propondo tirar todos os livros de A Bela Adormecida de circulação, só estou dizendo que precisamos ter uma conversa sobre como a princesa se sente ao ser beijada sem consentimento”.

Hall, no entanto, reforça que essa é uma conversa para “crianças mais velhas”, e que as mais novas não deveriam ser expostas à história da Bela Adormecida.

A reivindicação de Hall vem em meio a uma avalanche de acusações de assédio sexual vindas de Hollywood, do mundo da política e do jornalismo, iniciadas pelas denúncias contra o megaprodutor Harvey Weinstein, que já sofre consequências judiciais por seu comportamento.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio