Quase metade dos papéis infantis nos filmes agora são femininos, aponta estudo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recentemente o estudo anual “Where We Are on TV”, da GLAAD, apontou que 2017 representou o recorde de personagens LGBTQ da história das séries de TV.

E um outro bom dado é que de acordo com um estudo conduzido pela Universidade da Califórnia, quase metade dos papéis de crianças nos filmes agora são femininos. Pode não parecer grande coisa, mas esse número era praticamente metade 4 anos atrás.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 2014, apenas 33% das crianças eram do sexo feminino nos filmes.

“Isso mostra porque nós precisamos continuar providenciando novas histórias, modelos, e oportunidades, para crianças e jovens meninas poderem se torna líderes e criarem uma mudança significativa”, disse o doutor Dean Willow.

Em compensação, 93% desses personagens sofriam de estereótipos femininos clássicos, raramente saindo da curva padrão de meninas apaixonadas e frágeis.

Enquanto isso, a TV a cabo americana continua campeã da representatividade, com 173 personagens LGBTQ. E por fim, dentre todas as plataformas contadas pela GLAAD, apenas 17 personagens transgênero foram identificados.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio