Fãs do personagem Borat e seu longa metragem, lançado em 2006 e estrelado por Sacha Baron Cohen, sabem que o ousado repórter vem do “glorioso país do Cazaquistão”.

No entanto, dois admiradores do anárquico personagem foram longe demais ao visitar o país natal de Borat vestidos como infame “biquíni para homens” verde que ele aparece usando no filme – relembre por sua conta e risco.

Os dois turistas da República Tcheca foram presos por “vandalismo” graças às suas roupas consideradas indecentes pela polícia cazaque, e tem que pagar fiança de R$ 218 para serem liberados – mas pode ser que eles não precisem tirar esse dinheiro do bolso.


“Para os meus amigos tchecos que foram presos, enviem suas informações e a prova de que esses são mesmo vocês, e eu pagarei a fiança”, prometeu Baron Cohen em seu Facebook.

Os turistas provavelmente não sabiam o quão polêmico é o personagem Borat no Cazaquistão. Os cidadãos do país consideram a criação de Baron Cohen um estereótipo racista, e exibições do filme foram proibidas em toda a nação.