O diretor e produtor de Bohemian Rapsody Bryan Singer, filme biográfico do icônico vocalista da banda Queen, Freddie Mercury, recentemente teria deixado a produção para tratar de sua saúde, segundo o site BBC.

Porém, de acordo com uma fonte interna em entrevista ao MovieWeb, o diretor teria sido demitido por problemas de assédio sexual, que poderiam gerar uma imagem negativa ao estúdio. A fonte relatou que assim que Bryan assumiu as filmagens, ele foi perguntado se alguém precisaria se preocupar com novas notícias suas saindo na mídia sobre assédio.

E mesmo após ter respondido que não, o diretor foi formalmente acusado de estupro nesta noite de quinta-feira (07). O MovieWeb conta que o estúdio já sabia do caso, e por isso realizou a demissão.


Sobre o caso de estupro a um rapaz de 17 anos em 2003, o advogado de Bryan relatou que ele nega veementemente todas as declarações.

Bohemian Rapsody, estrelando Rami Malek no papel de Freddie está com previsão de estreia em dezembro de 2018.