Star Wars | Estudo aponta que sabres de luz vermelhos são mais fracos que outros

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um estudo universitário em Leicester (Inglaterra) resolveu medir a força necessária para dar energia a um sabre de luz como os vistos na saga Star Wars, e no processo acabou descobrindo quais cortes de sabres são mais fortes que as outras.

O pesquisador Luke Willcocks começou medindo o sabre verde de Qui-Gon Jinn, personagem de Liam Neeson em A Ameaça Fantasma (1999), a partir da cena em que ele usa a arma para cortar uma porta de metal.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Presumindo que a porta era feita de materiais similares aos que usamos na Terra para naves espaciais, o sabre de luz de Qui-Gon teria, supostamente 6.96 megawatts de força, o dobro de um pequeno gerador nuclear.

Presumindo que os sabres de luz produziam pura energia fotônica, no entanto, Willcocks calculou quanto de energia produziria cada cor vista na saga, a partir do comprimento de onda necessário para produzir cada uma delas. O estudo concluiu que sabres de luz vermelhos são os mais fracos, enquanto os roxos (como o do Mestre Windu, de Samuel L. Jackson), os mais fortes.

Star Wars: Os Últimos Jedi, estrará nos cinemas brasileiros em 14 de dezembro de 2017.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio