Atriz se desculpa por ter trabalhado com Woody Allen para filha que o acusou de estupro

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Mira Sorvino venceu um Oscar por sua interpretação em Poderosa Afrodite, filme de Woody Allen lançado em 1995, mas hoje em dia se arrepende de ter trabalhado com o diretor.

Em um atrigo publicado no Huffington Post, Sorvino pediu desculpas diretamente a Dylan Farrow, filha de Allen com a atriz Mia Farrow, que acusou o pai de estupro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Os detalhes do seu caso, que eu fiquei sabendo recentemente, me fizeram começar a sentir que a evidência era enorme e apoiava a sua história”, diz Sorvino à Farrow em sua carta aberta.

“Eu sinto muito, Dylan. Eu não consigo começar a imaginar como você se sentiu, por todos esses anos, vendo alguém que você acusou de machucá-la durante sua infância ser celebrado de novo e de novo, incluindo por mim e por incontáveis outros em Hollywood que o elogiaram e ignoraram você”, diz ainda a carta.

Farrow respondeu em seu Twitter: “Eu estou completamente sobrecarregada de gratidão a você, gratidão que não pode ser expressada em palavras suficientes. Essa carta é linda e vou carregar suas palavras comigo. Suas coragem tem sido sem limites e seu ativismo é um exemplo para todos nós. Do fundo do meu coração, obrigada”.

Sorvino, que foi uma das atrizes a acusar o produtor Harvey Weinstein de assédio, não é a primeira atriz a pedir desculpas publicamente por trabalhar com Allen – Greta Gerwig, que atuou em Para Roma Com Amor (2012), fez o mesmo alguns dias atrás.

Relembre a declaração de Gerwig

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio