Ex-empresa de Harvey Weinstein mudará de nome e terá diretoria feminina

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A The Weinstein Company, que ainda não se recuperou do escândalo envolvendo seu ex-chefe Harvey Weinstein, acusado por mais de 60 mulheres de assédio sexual, vai mudar de nome e de dono, segundo nova reportagem do TheWrap.

Aparentemente, a investidora Maria Contreras-Sweet, ex-oficial do governo de Barack Obama, lidera um grupo que pretende comprar a companhia, que já acumula uma dívida de US$ 350 milhões (R$ 1.1 bilhão) graças a projetos cancelados e adiados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Contreras-Sweet comandaria a nova Weinstein Company, que pode ser rebatizada de Wonder Hill, Assembly Hall ou Creative Trade Studios, entre outros nomes sugeridos por fontes com conhecimento do processo.

Uma das exigências de Sweet? A mesa de diretores da nova Weinstein Company terá que ser “majoritariamente feminina”.

The Weinstein Company cancela mais três estreias de 2018

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio