Estúdio de Harvey Weinstein é salvo da falência e deve ter diretoria feminina

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A The Weinstein Company, que passa por apuros financeiros após demitir o seu fundador, Harvey Weinstein, foi salva da falência por um grupo de investidores liderado pelo bilionário Ron Buckle.

Segundo o The Hollywood Reporter, um acordo de venda do estúdio para o grupo foi assinado nessa quinta (01). Maria Contreras-Sweet, parceira de Buckle no investimento, pode assumir a direção da nova The Weinstein Company (que, é claro, deve mudar de nome).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Estátua de Harvey Weinstein em “teste do sofá” aparece perto do teatro do Oscar

Harvey Weinstein foi demitido da empresa pouco depois das denúncias de assédio contra ele serem reveladas, mas continua sendo um acionista. Seu irmão, Bob Weinstein, deve se retirar da mesa de diretores quando a venda for concretizada.

Contreras-Sweet considera o nome Wonder Hill para a companhia, e deve instalar uma diretoria majoritariamente feminina na empresa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio