007 | Daniel Craig quer desfazer fama de mulherengo e machista de Bond

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Daniel Craig diz que tentou, em seus quatro filmes como o agente 007, desfazer um pouco da fama de “mulherengo e machista” do espião britânico.

“Estive tentando fazer isso de forma elegante e gentil com James Bond nos últimos quatro filmes, e tentarei continuar no próximo. Estamos no meio de decidir os detalhes de trama e depois filmaremos”, contou à People.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Craig, que é casado com a atriz Rachel Weisz (A Múmia), se tornou Bond em 007 – Cassino Royale (2005), no qual vemos o espião se apaixonar de verdade por uma das famosas Bond girls, a Vesper Lynd de Eva Green.

O longa 007 Contra Spectre (2015), mais recente do ator, também traz algo incomum para a trama, um final onde Bond larga a espionagem para fugir com Madeleine (Léa Seydoux), a contraparte feminina da vez.

007 | Charlize Theron se diz “velha demais” para ser versão feminina de James Bond

Craig voltará pela última como o agente 007 em Bond 25, que está previsto para estrear em 8 de novembro de 2019.

Danny Boyle (Quem Quer Ser um Milionário?) deve dirigir, a partir de roteiro escrito por ele e John Hodge (Trainspotting – Sem Limites).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio