Considerado o longa mais fraco da trilogia O Poderoso Chefão, o capítulo final da jornada de Michael Corleone (Al Pacino) na máfia foi produzido só por um motivo: dinheiro. Isso segundo o próprio diretor do filme, Francis Ford Coppola.

“Nós estávamos quebrados. Você tem que perceber que alguns desses filmes sobre os quais você fala, Apocalipse [Now], e até mesmo os filmes do Poderoso Chefão, são bem vistos agora – mas na sua época não foram muito”, explicou o cineasta ao Inside the Actors Studio.

Star Wars | Mark Hamill compara Os Últimos Jedi ao filme O Poderoso Chefão


Assim, sem grandes perspectivas no meio, Coppola viu na proposta de Frank Mancuso (ex-chefe da Paramount Studios) para filmar a parte 3 de O Poderoso Chefã, sua chance de fazer dinheiro.

“Eu pensei sobre isso e percebi que poderia fazer um acordo que nos levantasse novamente. Eu realmente comecei a sentir que eu devia à minha esposa ganhar algum dinheiro”, admitiu.

Lançado em 1990, O Poderoso Chefão III custou cerca de US$ 54 milhões, arrecadando pouco mais de US$ 136 milhões nas bilheterias pelo mundo.