Você provavelmente não conhece o nome Leon Vitali, mas o documentário Filmworker pretende dar um jeito nisso.

Como você pode conferir mais abaixo no trailer, Filmworker aborda a vida desse ator britânico que, após trabalhar com Stanley Kubrick em Barry Lyndon, se tornou seu assistente, melhor amigo e braço direito por toda a vida.

Após seu trabalho em Lyndon, lançado em 1975, Vitali largamente abandonou a atuação e dedicou o resto de sua vida a assistir Kubrick, assegurando que sua visão única chegasse às telas não adulterada.


O documentarista Tony Zierra (Carving Out Our Name) teve acesso inédito a Vitali e seu vasto arquivo de imagens e histórias de Kubrick, um dos cineastas mais cultuados de todos os tempos.

Nos EUA, o documentário chega em 11 de maio aos cinemas – ainda não há previsão no Brasil.

Festival de Cannes | Christopher Nolan vai apresentar versão inédita de 2001, de Kubrick

Kubrick faleceu em 1999, após completar De Olhos Bem Fechados – curiosamente, o único dos filmes pós-Lyndon em que Vitali atuou.