Após polêmica em Cannes, Netflix vai investir menos em filmes e mais em séries

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O CEO da Netflix, Reed Hastings, revelou uma nova política da companhia no sentido da divisão de recursos entre filmes e séries originais.

“A partir de agora, vamos nos focar em séries, de ficção e documentário, além de especiais de stand-up e outros tipos de conteúdo, para que não sejamos percebidos como criadores de problemas no negócio do cinema”, contou ao THR.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A posição vem depois da polêmica em torno da Netflix “retirando filmes dos cinemas” ao comprá-los para seu serviço de streaming atingir um novo pico com a retirada da plataforma do Festival de Cannes 2018.

Os organizadores instituíram uma nova regra na qual os exibidores teriam que passar filmes nos cinemas do país antes de estreá-los no Festival de Cannes.

Segundo Ted Sarandos, chefe de programação da Netflix, a mudança foi “uma mensagem clara” para a Netflixsaiba mais sobre o posicionamento.

No Festival de Cannes 2017, a Netflix estreou dois filmes com bastante estrondo: Okja, de Bong Joon-ho, e Os Meyerowitz, de Noah Baumbach.

Cannes 2018 | Clássico de Jean-Luc Godard inspira belo pôster do evento

Cannes 2018 acontece entre 8 de maio e 19 de maio, com Cate Blanchett como presidente do júri da competição principal e Benicio Del Toro presidindo a mostra Un Certain Regard, segunda mais importante do evento.

O filme de abertura do ano será Todos lo Saben, com Javier Bardem e Penélope Cruz – veja o trailer.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio