O diretor Spike Lee foi aplaudido de pé por seis minutos no Festival de Cannes após a estréia de seu novo drama BlacKkKlansman na noite de segunda-feira.

BlacKkKlansman parece ser uma das poucas descobertas que o festival faz na segunda semana. Lee certamente será um forte candidato ao prêmio de melhor diretor de Cannes e poderá até mesmo conquistar a Palme d’Or, a maior honra do festival. Se o fizer, será uma retribuição depois que Faça a Coisa Certa foi recusado pelo prêmio quando foi exibido na edição de 1989 de Cannes.

Muitos membros do júri de Cannes – incluindo Cate Blanchett, Ava DuVernay e Kristen Stewart – andaram pelo tapete vermelho antes do filme. Christopher Nolan, que está em Cannes este ano apresentando uma versão restaurada de “2001: Uma Odisséia no Espaço”, também passou pelo tapete.


John David Washington (o filho de Denzel Washington) interpretará Ron Stallworth, um policial negro que se infiltrou na Ku Klux Klan, uma das maiores organizações racistas dos EUA. O longa é baseado em uma história real.

Até Spike Lee se rende a Pantera Negra

Enquanto isso, Adam Driver interpretará seu parceiro, Flip Zimmerman; e Topher Grace encarnará David Duke, o grande líder da KKK nessa época (que ainda está na ativa hoje em dia).

Após Cannes, BlacKkKlansman chegará aos cinemas em 10 de agosto nos EUA – sem previsão no Brasil.