A Mostra dos Diretores, uma das principais mostras paralelas do Festival de Cannes, revelou nessa quinta (17) os seus premiados de 2018.

Climax, o épico regado a drogas alucinógenas do sempre polêmico diretor Gaspar Noé, saiu com o prêmio principal da mostra, o Cicae Art Cinema Award.

Noé é conhecido por chocar o público com filmes como Irreversível (2002), conhecido por sua cena brutal de estupro; e Love (2015), cujas cenas de sexo não foram simuladas.


Em Climax, vemos um grupo de artistas de rua se reunindo em um local abandonado para planejar uma exibição – uma vez lá, eles decidem experimentar drogas como o LSD, e o filme se transforma em uma viagem e tanto.

A mostra dos diretores também premiou En Liberté!, do francês Pierre Salvadori, com o SACD Prize, espécie de “vice-campeonato”. Nessa comédia romântica, um policial que era extremamente devotado ao seu falecido chefe descobre que ele era corrupto e se aproxima de sua viúva. Audrey Tautou (O Fabuloso Destino de Amélie Poulain) está no elenco.

Já o Europa Cinemas Label Award ficou com Troppa Grazia, do italiano Gianni Zanasi. Na trama, Alice Rohrwacher interpreta uma mãe solteira equilibrando a criação da filha adolescente, um romance complicado e sua carreira como corretora de imóveis.

Cannes 2018 | Mostra da crítica dá prêmio principal para filme brasileiro

O Festival de Cannes 2018 acontece entre os dias 9 e 18 de maio. Cate Blanchett preside o júri da seleção principal.

Já a seleção Un Certain Regard, segunda mais importante do evento, terá Benicio Del Toro no comando.