O diretor Ron Howard entrou para o universo Star Wars com o vindouro Han Solo, mas poderia ter feito um filme da saga muito, muito antes disso.

Conforme ele conta ao Metro UK, no final dos anos 1990 o filme Star Wars: Episódio I – A Ameaça Fantasma lhe foi oferecido para dirigir, mas ele recusou.

“Eu quero esclarecer que não foi uma questão de esnobismo meu. Eu não cheguei a ler o roteiro. Alguém só se aproximou de mim e me sondou sobre a possibilidade, mas eu disse imediatamente que George [Lucas] é quem deveria dirigir. Tantos anos depois, com tantos cineastas aumentando os horizontes da franquia, faz sentido um diretor como eu também embarcar nisso. Na época, não fazia”, disse.


Han Solo: Uma História Star Wars seguirá estilo dos longas dos anos 70, afirma diretor

Han Solo já é considerado um sucesso, pois nos Estados Unidos, o longa tem vendido mais ingresso de pré-estreia do que Pantera Negra (saiba mais).

Apesar do sucesso, e da notícia de que Alden Ehrenreich assinou contrato para três filmes no papel do jovem Han Solo, o diretor Ron Howard não garante que uma sequência vai mesmo acontecer.

Recentemente, foi confirmado que o filme terá 135 minutos de duração, graças a informações do Festival de Cannes, onde o longa será exibido fora de competição – veja a lista de selecionados.

O longa sobre a juventude do personagem interpretado por Harrison Ford na franquia original (agora, Alden Ehrenreich) ainda tem Thandie Newton, Donald Glover, Woody Harrelson, Emilia Clarke e Paul Bettany no elenco.

Ron Howard (O Código Da Vinci) dirige a produção da Lucasfilm após alguns percalços na produção – anteriormente contratados, os diretores Phil Lord e Chris Miller (Uma Aventura LEGO) foram demitidos no meio da produção.

Han Solo: Uma História Star Wars estreia em 24 de maio de 2018.