Joe Russo, um dos diretores de Vingadores: Guerra Infinita, deu uma entrevista à Variety e foi questionado se el possuía alguma dica para alguém que está começando o seus próprios universos cinematográficos agora. A resposta do diretor foi um tanto quanto interessante.

“Sim, não faça isso. Nem toda a história pode sustentar um universo cinematográfico” disse Russo. Ele ainda explicou que acredita que as formas de se contar uma história deverão evoluir com o tempo.

“Acho que tudo isso – Netflix, Marvel, Star Wars esse grande momento que estamos vivendo – é em função do fato de que a audiência precisa de novas formas de se contar histórias. Acho que tivemos um bom progresso em 100 anos contando histórias de duas horas, de modo bidimensional, uma década e meia e você verá uma mudança radical no modo como histórias são contadas. O conselho que eu dou é que continue buscando novas formas de contar histórias, porque a audiência está aberta a isso” explicou o diretor.


Vingadores: Guerra Infinita teve cenas importantes gravadas no Brasil

Vingadores: Guerra Infinita se tornou o filme mais rápido a atingir a marca de US$ 1 bilhão em bilheteria, tendo atingido o feito em pouco mais de uma semana em cartaz (saiba todos os números aqui).

O longa ainda é a maior estreia para um filme nos Estados Unidos, tendo superados os números de Star Wars: O Despertar de Força em seu lançamento (leia mais).

O filme ainda vendeu mais do que os últimos sete lançamentos da Marvel combinados em ingressos antecipados – saiba mais do número aqui.

A estreia foi tão forte que ajudou a Marvel a completar US$ 15 bilhões de bilheteria acumulada em todos os seus filmes – saiba mais.

Vingadores: Guerra Infinita chegou aos cinemas no último dia 26 de março.