Desejarás | Diretor de filme disponível na Netflix nega que obra contenha cena de pornografia infantil

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última semana, uma polêmica começou a rondar o filme argentino Desejarás, que está disponível em diversos países, incluindo o Brasil, através da Netflix.

O longa está sendo acusado por sites conservadores de conter material de pornografia infantil por uma cena que mostra duas adolescentes brincando de cavalo usando travesseiros. Durante a brincadeira, uma das garotas acaba se masturbando, e embora não haja nudez ou material explícito na sequência, ela chocou diversas pessoas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Wu Assassins | Netflix anuncia série protagonizada por astro de Operação Invasão

Para rebater as acusações, o diretor Diego Kaplan resolveu vir a público para falar sobre o caso. “É claro que [a cena] foi um truque” disse Kaplan em entrevista ao IndieWire. “Quando vemos um tubarão comendo uma mulher no cinema, ninguém acha que a mulher foi comida de verdade. Nós trabalhos com ficção”.

O diretor explicou que durante o truque, as meninas foram convidadas a imitar um filme de John Wayne e não entendiam o contexto ou o significado da cena. “Nenhum adulto interagiu com as meninas além de uma pessoa da agência infantil. Tudo foi feito sob o cuidado e vigilância das mães das meninas. Como eu sabia que essa cena poderia causar controvérsia, há um ‘making of’ de todo o filme”.

Desejarás conta a história de duas irmãs que se reencontram depois de anos, porém, uma delas começa a ter desejos sexuais pelo genro.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio