O jogo Omega Labyrinth Z foi oficialmente cancelado nos Estados Unidos, ainda sem uma alegação realmente confirmada, mas o mais esperado é que seja sexualização de personagens femininas jovens. Esse já é o sexo país em que o game foi banido.

A distribuidora PQube fez uma declaração oficial hoje (dia 25) falando sobre o caso:

“O PQube se esforçou para liberar conteúdo japonês para seus fãs o mais próximo possível do material de origem. No caso do Omega Labyrinth Z, enquanto o PQube trabalha com todos os órgãos de classificação etária relevantes em seus respectivos territórios, o PQube deve respeitar respeitosamente o detentor da plataforma e, portanto, retirou todos os planos futuros para o lançamento europeu e norte-americano do Omega Labyrinth Z para PS4 e PS Vita.”


Para ainda maior base do caso ter sido da sexualização, a imagem abaixo foi divulgada pela própria empresa distribuidora.

Justin Timberlake confessa que já ficou com uma Spice Girl em jogo de “Eu Nunca”

Quando o jogo foi banido no Reino Unido, a declaração do conselho britânico falava bastante sobre isso:

“Há um grave perigo de que pessoas impressionáveis, isto é, crianças e jovens que assistem ao jogo, concluam que a atividade sexual representava um comportamento sexual normal. Há um tema constante de insinuações sexuais e atividades durante o jogo que sugere um comportamento que provavelmente normalize a atividade sexual em relação às crianças. Como um meio de recompensa obtido ao navegar com sucesso pelo jogo, o jogador tem os meios para estimular sexualmente os personagens femininos usando um dispositivo remoto de mão ou um software de tela de toque.”