Publicidade

Sony diz que comentários de Peter Fonda são ”repugnantes”, mas lançará filme com ator

Publicado por Redação

21/06/2018 08:28

A Sony Pictures Classics revelou na quarta (20) que seguirá em frente com o lançamento do filme Boundaries, que conta com o ator Peter Fonda no elenco. As informações são do Hollywood Reporter.

Peter Fonda criticou as políticas de imigração do Presidente Donald Trump, e pediu desculpas após a declaração dada pelo Twitter.

“Deveríamos tirar Barron Trump dos braços de sua mãe e colocá-lo em uma jaula com pedófilos, para ver se sua mãe se revolta contra o gigante m*rda com o qual ela é casada”, escreveu Fonda, se referindo ao filho de 12 anos do presidente e sua mãe, a Primeira-Dama Melania Trump.

Jack Ryan | Peter Fonda entra para o elenco da série do espião

A Sony emitiu um comunicado sobre o ocorrido:

”Os comentários de Peter Fonda são repugnantes, imprudentes e perigoso, e condenamos completamente. É importante lembrar que o sr. Fonda possuí um papel muito pequeno no filme. Cancelar ou adiar o filme penalizaria a cineasta Shana Feste, muitos atores, equipe e outras pessoas talentosas que trabalharam no projeto. Nós planejamos lançar o filme como planejado neste final de semana, em um número de cinco cinemas”.

Em resposta as declarações de Fonda, uma representante da Primeira-Dama disse que a atitude foi ”doente e irresponsável” e que o Serviço Secreto foi notificado.

Não está claro se o Serviço Secreto abriu uma investigação contra Peter Fonda.

Boundaries conta com Vera Farmiga, Christopher Plummer, Peter Fonda e tem direção de Shana Feste.

Fonda, de 78 anos, é conhecido pelo papel no clássico Sem Destino, de 1969.

Publicidade