Star Wars | Rian Johnson defende morte de personagem em Os Últimos Jedi

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atenção: Spoilers de Os Últimos Jedi abaixo

Em uma discussão com um fã no Twitter, o diretor de Os Últimos Jedi, Rian Johnson, mostrou um pouco contrário, mais uma vez, sobre a relação do público em relação ao tratamento de ter matado o personagem Luke Skywalker.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na primeira postagem (as duas podem ser vistas abaixos), ele responde a um fã que fala sobre uma possível diferença de tratamento em relação a mortes dentro da franquia, mostrando diversas fatalidades na trilogia clássica.

Star Wars | Animação Clone Wars terá painel comemorativo na Comic Con 2018

Já na segunda postagem, ele continua respondendo o comentário do fã, que diz:

“Eu aprecio a resposta Rian, minhas queixas principais são que você abandonou o espírito e o coração de Star Wars em favor de suas próprias idéias, opiniões e mentalidade, em vez de continuar um legado de 40 anos. Skywalker e o resto de quase tudo no filme subverteu tudo o que era.”

Respondendo, Johnson disse:

“Para mim, Os Últimos Jedi 100% destila o que o espírito e o coração do Star Wars têm em minha vida. Mas sim, é pessoal, é um certo ponto de vista, e tem que ser – os originais eram pessoais para George Lucas, é por isso que eles estão vivos. Os filmes Star Wars realmente trairão o coração e o espírito dos originais se eles perderem isso.”

“E tornam-se homenagens limpas sem alma. Mas estar vivo significa ser confuso, e significa que todos os filmes não se alinham exatamente com o que cada fã está esperando ou quer. Me desculpe, Os Últimos Jedi não se alinhou com seu próprio ponto de vista, realmente, honesto eu sou. MTFBWY [Que a Força esteja com você]”.

Star Wars: Os Últimos Jedi estreou em 14 de dezembro de 2017.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio