Atriz de Game of Thrones defende cenas de sexo após críticas contra seu novo filme

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O filme In the Darkness, do diretor Anthony Byrne, recebeu muitas críticas após o seu lançamento. Muitas delas envolviam as cenas quentas apresentadas no filme, protagonizadas por Natalie Dormer (Game of Thrones) e Ed Skrein (Deadpool).

Dormer decidiu enfrentar os críticas. Em entrevista ao jornal The Sun, a famosa por ter vivido Margaery Tyrell no seriado da HBO, afirmou não ver problemas algum nas cenas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Sexo e romance são uma imensa parte das motivações humanas. Desde que estejam colaborando com a história, eu não vejo nenhum problema”, comentou.

A atriz, que também está entre os roteiristas do filme, ainda disparou que o sexo na vida real é da maneira como foi representado no filme.

Natalie Dormer, de Game Of Thrones, viverá Vivien Leigh na televisão

“Não é nada estilizado ou com glamour. O sexo é real e sujo como precisa ser. Trata-se daquelas qualidades cruas e viscerais da humanidade”, ainda analisou Dormer.

A famosa ainda declarou que vê as cenas quentes como algo poético. Na história, Dormer vive Sofia, portadora de deficiência visual, que entra no mundo do crime após o corpo da sua vizinha ser atirado em seu telhado após um assassinato.

“Tem que haver sexualidade no jogo de poder de um thriller. Afinal de contas, todos nós temos corpos. Neste filme, a cena de sexo, que para mim era uma cena de amor, é uma metáfora do modo como minha personagem se conecta com o papel desempenhado pelo ator Ed Skrein”, ainda destacou a atriz.

O filme ainda não tem título em português e também não tem previsão de estreia no país.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio