A polêmica decisão de escolher Scarlett Johansson para viver um homem transgênero em Rub & Tug ganha novos capítulos a cada dia. No mais novo deles, as atrizes trans Trace Lysette (Shea na série Transparent, da Amazon) e Jamie Clayton (Nomi Marks em Sense8) foram ao Twitter comentar sobre o caso.

Lysette usou seu perfil para fazer duras críticas a decisão. “Então, vocês (pessoas cis gênero) podem nos interpretar, mas nós não podemos interpretar vocês? Hollywood é f… . Eu não ficaria chateada se me colocassem na mesma audição de Jennifer Lawrence e Scarlett Johansson para papéis cis, mas sabemos que isso não acontece. Que vergonha.”, publicou a atriz, que logo em seguida deixou claro que gosta de Jennifer Lawrence e pediu que não criassem confusão.

Em outro tuíte, reclamou que a decisão rouba as oportunidades de artistas trans. “E não apenas nos interpreta e rouba nossa narrativa e oportunidade, como também carrega em suas costas troféus e elogios por imitar o que vivemos. Tão confuso. Eu estou arrasada”, concluiu.


Scarlett Johansson é alvo de polêmica novamente por interpretar um homens trans em filme

Indignada com a resposta de Scarlett Johansson sobre o assunto, Jamie Clayton também deu sua opinião e lançou um desafio. “Os atores que são trans nunca chegam a fazer uma audição PARA QUALQUER OUTRO QUE NÃO O PAPEL DOS PERSONAGENS TRANS. Essa é a realidade. Nós não podemos participar das audições. Atores QUE SÃO TRANS como PERSONAGENS NÃO TRANS. Eu te desafio”, escreveu.

Não é a primeira vez que a parceria entre Scarlett Johansson e o diretor Rupert Sanders causa discussão no mundo do cinema. Em A Vigilante do Amanhã, a atriz interpretou uma personagem asiática.

De acordo com o Deadline, as gravações do novo filme devem começar em fevereiro de 2019. Ainda não há data de estreia para o longa que já causa polêmica.