A polêmica envolvendo a demissão de James Gunn da direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 está longe de acabar, mas teve um capítulo crucial nesta segunda-feira (30). Nas redes sociais, membros do elenco de Guardiões da Galáxia assinaram uma carta pública, mostrando apoio ao diretor que esteve em Guardiões da Galáxia 1 e 2.

Ao final da nota consta a assinatura dos principais astros do elenco: Chris Pratt, Bradley Cooper, Vin Diesel, Zoe Saldana, Dave Bautista, Michael Rooker, Karen Gillian e Pom Klementieff.

“Nós apoiamos totalmente James Gunn. Nós estamos chocados com a sua súbita demissão na última semana e nós intencionalmente esperamos esses dez dias para poder pensar, rezar, ouvir e discutir”, escreve o elenco no trecho inicial da carta.


Na nota, também consta que os membros perceberam o apoio dos fãs e da mídia pela recontratação do diretor. Porém, do outro lado, também notaram opiniões daqueles que estavam acreditando “em teorias da conspiração” criadas ao redor de Gunn para atacá-lo.

O elenco ainda deixa claro que não defende e não apoia as piadas encontradas no Twitter de James Gunn. No entanto, defendem o cineasta pelo homem que ele se mostrou durante as gravações nos filmes anteriores de Guardiões da Galáxia.

Fim dos Guardiões da Galáxia? Mensagem de Chris Pratt nas redes sociais levanta dúvida

“O caráter que ele tem mostrado desde a sua demissão é o mesmo mostrado todos os dias no set, e as suas desculpas, agora e anos atrás quando foram feitos esses comentários, nós acreditamos que é de coração, um coração que todos nós conhecemos, acreditamos, e amamos”, ainda diz o elenco em outro trecho.

Em nenhum momento o elenco cita a possibilidade de boicotar a produção por conta da demissão. Os atores afirmam ainda que um dia voltarão a trabalhar com Gunn.

Nas últimas semanas, fãs e internautas descobriram uma série de tuítes antigos de James Gunn com comentários sobre assuntos sensíveis. As postagens do diretor contavam com piadas com temas como estupro e pedofilia.

Gunn chegou a se manifestar após a demissão, dizendo que suas piadas antigas não manifestam a pessoa que ele é hoje (saiba tudo o que ele disse). Enquanto isso, fãs do diretor fizeram uma petição para sua readmissão. Atualmente, a petição já conseguiu cerca de 300 mil assinaturas.

Guardiões da Galáxia Vol. 3 tinha previsão de estreia para 2020. Gunn estava trabalhando no roteiro, que começaria a ser filmado já nos próximos meses. A Disney não comunicou como ficará o cronograma do longa com a saída do diretor.