A Disney anunciou em um comunicado nesta sexta-feira (20) que o diretor James Gunn não faz mais parte do filme Guardiões da Galáxia e até mesmo do Universo Marvel. A decisão teria sido tomada após piadas de Gunn com temas sensíveis como estupro e pedofilia teriam sido descobertas por internautas.

“As atitudes ofensivas e as declarações encontradas no Twitter de James são indefensáveis e inconsistentes com os nossos valores, e assim cortamos as nossas relações de negócio com ele”, disse o presidente da Disney Alan Horn em comunicado.

James Gunn deve anunciar filme sobre Bersek na Comic-Con


James Gunn ainda não se pronunciou sobre o ocorrido. Após as piadas terem sido descobertas, o diretor excluiu a sua conta na rede social.

Guardiões da Galáxia Vol. 3 tinha previsão de estreia para 2020. Gunn estava trabalhando no roteiro, que começaria a ser filmado já nos próximos meses. A Disney não comunicou como ficará o cronograma do longa com a saída do diretor.