Algo que sempre incomodou alguns fãs da Marvel foi a falta de representatividade dos personagens de seus filmes, que deu um importante passo em 2018 com o lançamento de Pantera Negra. Agora, o próximo passo será a inclusão da comunidade LGBTQ nos cinemas.

Em entrevista ao Den of Geek, Stephen Broussard, produtor de Homem-Formiga e a Vespa, confirmou que o o estúdio dará mais atenção a essas questões. Inclusive, disse que já está acontecendo nos bastidores.

“Com certeza, você verá isso. Eu sei que pode ser frustrante fazer parte de um grupo que quer ver mais representatividade e a resposta é sempre ‘fique ligado’ – posso imaginar que é frustrante – mas isso está acontecendo por trás das câmeras. Você verá cada vez mais e mais. Representação de grupos de indivíduos nos próximos anos”, garantiu ele.


Zack Snyder admite que universo cinematográfico da DC não deveria ser igual ao da Marvel

Apesar de não haver representatividade da comunidade LGBTQ nos filmes, a Marvel aborda o assunto em suas séries. Jessica Jones em Supergirl e Jeri Hogarth em Agentes da SHIELD são exemplos disso. O próximo filme do estúdio será Capitã Marvel, o primeiro a ter uma heroína como protagonista, o que corrobora o discurso de Broussard.

Antes de o produtor se pronunciar sobre o caso, o presidente Kevin Feige afirmou que muito em breve dois personagens LGBTQ serão introduzidos no universo cinemático da Marvel.