Produtora Weinstein Company fecha acordo com credores para agilizar sua venda

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em março, a Weinstein Company declarou falência após a produtora passar por diversos problemas fiscais causados pelas acusações de assédio sexual contra o antigo presidente da empresa, Harvey Weinstein.

Com diversos problemas fiscais, a empresa resolveu fazer um acordo com alguns de seus credores para agilizar sua venda para a empresa Lantern Capital.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O acordo, anunciado através da Variety, diminui o preço de venda da produtora de US$ 310 milhões para US$ 287 milhões, o que teria sido visto como uma última alternativa da produtora para agilizar sua compra pela Lantern capital.

Filho de Donald Trump acusa ator de proteger Harvey Weinstein

No fim do ano passado, diversas mulheres revelaram ter sofrido abuso sexual por parte de Harvey Weinstein, o que levou à criação do movimento #MeToo.

Atualmente, duas acusações fazem com que Harvey Weinstein, com 66 anos, possa enfrentar 25 anos de prisão, pena que aumentará caso as novas acusações sejam comprovadas e que devem fazer o norte-americano a passar o resto de sua vida atrás das grades. No dia 05 de junho, ele se declarou inocente das queixas de estupro em audiência.

Os escândalos vieram à tona depois que a atriz Lucia Evans revelou ter sido forçada a praticar sexo oral no produtor em 2004. Uma segunda mulher, que não teve a identidade revelada, o acusa de tê-la estuprado em 2013 no hotel DoubleTree, em Manhattan.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio