Sean Connery ajudou a escrever um roteiro “louco” de James Bond que nunca chegou a ser gravado. É isso que afirma a BBC.

De acordo com o portal, em 1976, Connery escreveu um filme que se chamaria Warhead (Ogiva). Nele, James Bond teria que nadar ao redor de Manhattan, nos Estados Unidos, e evitar que tubarões-robôs causassem um holocausto nuclear.

Se essa parte já parece um tanto exagerada, o melhor (ou pior na visão de alguns) foi guardada para o final. Nas cenas finais, o agente 007 teria que lutar contra inimigos humanos em cima da Estátua da Liberdade. Connery queria que sangue fosse derramado pelo rosto do monumento.


No final das contas, tanto Connery quanto a Paramount decidiram que era apenas melhor não lançar o filme. Na época, o astro ainda estava começando a escrever roteiros.

007 | Ator de Kingsman é confirmado no próximo filme de Bond

O próximo filme do 007 nos cinemas será o Bond 25. Danny Boyle, vencedor do Oscar por Quem Quer Ser um Milionário? e conhecido por filmes como Trainspotting, foi o escolhido para comandar esse longa que marcará a 25ª aparição de 007 nos cinemas.

John Hodge, que trabalhou com Boyle em Trainspotting, escreveu o roteiro. Daniel Craig está confirmado para interpretar o espião uma quinta e última vez.

O próximo James Bond chega nos cinemas em 8 de novembro de 2019.