Star Wars | Autor de trilogia clássica não é a favor de matar personagens principais

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A polêmica envolvendo os novos filmes de Star Wars continua gerando novos debates e opiniões diversas.

Depois de O Despertar da Força e Os Últimos Jedi realizarem grandes sacrifícios e matarem personagens clássicos da primeira trilogia, o autor Timothy Zahn, que escreveu a célebre trilogia literária Thrawn – que contava histórias de Luke, Han e Leia após os eventos de O Retorno de Jedi, falou ao SYFY sobre o motivo de não gostar das mortes de personagens icônicos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Minha filosofia antes das continuações saírem era de que Star Wars não era o tipo de coisa onde você matava personagens principais. Minha lógica é a de que se nós matássemos personagens importantes, Wedge ou Lando não teriam sobrevivido à segunda Estrela da Morte [em O Retorno de Jedi]. Sempre me pareceu que esse é o tipo de história onde o heróis entram em perigo e você precisa de algum jeito descobrir como eles se safam, para ficar feliz no final.”

Richard E. Grant dá pistas de que interpretará Thrawn em Star Wars 9

Seus escritos agora fazem parte da linha Legends do cânone Star Wars, não sendo mais parte da cronologia oficial. Ainda na entrevista, Zahn defende sua visão sobre a história.

“Minha visão para as sequências sempre foi a de usar os filhos de nosso protagonistas. O elenco original seriam as figuras sábias envelhecidas e não necessariamente morreriam no filme. Eles estariam envolvidos em outras aventuras, como Sherlock Holmes alegadamente fazia. Você não precisa matar um personagem para tirá-los da história.”, polemiza o autor.

Enquanto o debate continua, Star Wars: Episódio 9 tem estreia marcada para 19 de dezembro de 2019.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio