Na última terça-feira (03), Ahmed Best revelou que quase se suicidou há 20 anos por conta das críticas que recebeu da imprensa. Ainda que não tenha deixado claro, o ator se referia ao papel de Jar Jar Binks em Star Wars – A Ameaça Fantasma, seu primeiro grande filme e que foi lançado em uma data próxima ao drama pessoal vivido por ele.

O diretor James Gunn (Thor: Ragnarok e Guardiões da Galáxia) compartilhou a notícia em seu Twitter e resolveu desabafar depois das respostas que recebeu de seus seguidores. “Pessoas respondendo a esse post dizendo ‘É, a culpa não é do ator! Foram os escritores!’ estão mudando o foco. Critique. Não goste. Mas cuspir ódio e bile em indivíduos que só estão o seu melhor para contar uma história, mesmo que ela seja horrível, é ridículo”, publicou.

O cineasta foi mais longe e chegou a recomendar que os haters procurem ajuda psicológica. “Star Wars (ou qualquer outro filme) pode ser importante para você, mas isso não faz com que lhe pertença. Se sua auto-estima depende em quão bom você acha que Star Wars está atualmente, ou se sua infância foi arruinada por algo que não gostou em um filme, VÁ PARA A TERAPIA”, concluiu.


Star Wars | Episódio IX terá gravações em local clássico para a saga

No início deste ano, a atriz Kelly Marie Tran (Rose em Star Wars – Os Últimos Jedi), deletou todas as suas redes sociais por conta dos xingamentos racistas e sexistas direcionados a ela e sua personagem no longa.

O Episódio 9 de Star Wars chega aos cinemas em 2019, no dia 20 de dezembro.