Há spoilers na matéria

Não havia como estar preparado para os minutos finais de Vingadores: Guerra Infinita. Agora, finalmente as mortes de certos heróis que tiveram o azar de serem escolhidos foi justificada pelos diretores do longa, os irmãos Russo:

“O final do longa possui reviravoltas nas quais são dificeis de acreditar. Tudo vai a um passo além com o destino dos personagens e do universo. Tivemos que escolher meticulosamente quem seria eliminado com o estalar dos dedos de Thanos. Foi algo muito focado na narrativa. Como mostraríamos todos indo embora de modo profundamente emocional? O primeiro a ir é Bucky Barnes e vemos isso através dos olhos de seu melhor amigo, o Capitão América”, conta Anthony Russo.


“Vemos Okoye fracassar na missão de sua vida que é proteger o rei de Wakanda. Ela vê o rei partir diante de seus olhos. Ver esses personagens reagindo a essa situação é algo muito poderoso”, continuou.

Divulgada imagem de bastidores de morte de personagem em Vingadores: Guerra Infinita

“Quando Thanos aparece em Wakanda, queríamos que fosse o momento mais poderoso do longa. Nós não contamos para ninguém o que aconteceria naquela cena até o momento de filmá-la. Naquela manhã, cada um se encontrou com os diretores que revelaram quais deles desapareceriam”, contou a produtora do longa, Trinh Tran.

Os diretores também comentaram sobre o esforço em preservar os segredos de Vingadores: Guerra Infinita durante as filmagens:

“Os espectadores são tão bons em prever as histórias que a partir da menor pista, conseguem prever onde o filme irá. Então trabalhamos muito para ter certeza que nenhum dos segredos do longa vazariam. É a maior produção possível em Hollywood. Cerca de seis mil membros de equipe trabalhando na obra ao redor do mundo.”, finalizaram.

Vingadores: Guerra Infinita chega às lojas brasileiras em home vídeo no dia 22 de agosto.