Segundo o Screen Rant, Zack Snyder confirmou que o universo cinematográfico da DC nunca teve a intenção de ser igual ao universo expandido dos filmes Marvel.

Desde sua criação, com O Homem de Aço, o nomeado DCEU coleciona decepções com filmes divisivos entre crítica e público como Esquadrão Suicida, Batman vs Superman: A Origem da Justiça e Liga da Justiça. Somente Mulher-Maravilha encontrou uma boa hegemonia entre crítica e sucesso comercial em 2017.

Com o fracasso amargo de Liga da Justiça, Snyder se tornou uma figura bastante distante da indústria e com um futuro incerto sobre seu destino na divisão da DC na Warner.


Warner desmente corte de Zack Snyder em Liga da Justiça

Questionado por um jornalista se tinha a intenção de fazer uma trilogia mais contida do que filmes que servissem como apoio para um novo universo cinematográfico, Snyder respondeu apenas com um mero “sim”.

Como O Homem de Aço teve sua produção iniciada no meio de 2011, enquanto havia muitas dúvidas sobre o sucesso da Fase 1 do UCM, a Warner não estava interessada em expandir o universo DC na época. Apenas alguns easter-eggs eram lançados durante o filme.

Com o sucesso gigantesco de Os Vingadores em 2012, dirigentes do estúdio mudaram de ideia, interferindo a todo momento no projetos de Snyder para que se comportassem justamente como o começo de universo cinematográfico.

Por isso que Batman Vs Superman: A Origem da Justiça e Liga da Justiça sofreram tantas interferências em suas produções. Agora com uma nova liderança na Warner, faz sentido que o estúdio procure filmes mais contidos de histórias únicas com estes personagens por enquanto. Exatamente como é o caso do recém-confirmado filme do Coringa.