O papel de Sam Snow, uma agente secreta da CIA, em 22 Milhas foi um desafio para Ronda Rousey. Afinal, foi a primeira vez que a atriz e ex-campeã do UFC, treinada para não expressar sentimentos, interpretou uma personagem que mostrava vulnerabilidade, experiência que acabou servindo como terapia para ela.

“Há muito mais vulnerabilidade para ela [Sam Snow] que eu nunca tive a oportunidade de retratar até este ponto”, disse Ronda. “Não foi só uma grande experiência, mas uma libertação ou terapia para mim de alguma forma para deixar isso sair – talvez tenha ficado contido esse tempo todo e eu só estava esperando por essa oportunidade!”, acrescentou a atriz.

Mile 22 | Personagem de Mark Wahlberg é baseado em ex-assessor de Donald Trump, revela diretor


Além de Ronda Rousey, o time de agentes comandados por Mark Wahlberg também conta com Carlo Alban (Prision Break), que contou que o elenco passou por treino com militares durante a preparação para o filme.

“Nós treinamos com um Navy Seal (Força de Operações Especiais da Marinha dos Estados Unidos) e com um Army Ranger (soldado de elite do Exército dos Estados Unidos). Nós também treinamos com um fuzileiro naval por alguns dias, e havia muitos membros das forças armadas que também estavam na tripulação. Nós tínhamos armas de treino. Eles nos ensinaram como usar a arma de forma correta e segura, e nos ensinaram como representá-los, porque nós os representávamos de maneira correta e respeitosa”, revelou o ator.

22 Milhas estreou de forma antecipada nos Estados Unidos no último final de semana. No Brasil, o filme chega aos cinemas em 20 de setembro.