Uma das maiores discussões cinéfilas dos últimos anos é o final de A Origem.

O elogiado filme de Christopher Nolan acabava em um cliffhanger cruel, onde o espectador não sabia se o personagem de Leonardo DiCaprio estava sonhando ou não.

Durante uma sessão do filme em Londres, coberta pela SyFy Wire, o ator Michael Caine (que interpreta Miles no filme) comentou a conclusão polêmica e ofereceu sua solução.


“Quando eu recebi o roteiro de A Origem, eu fiquei um tanto intrigado, aí eu disse a ele ‘Eu não entendo onde o sonho está. Quando é sonho e quando é realidade?’ Ele disse, ‘Bem, quando você está na cena, é realidade.’ Então entendam — se eu apareço, é realidade. Se eu não estou, é sonho”, disse Caine.

Como o personagem de Miles aparece durante os minutos finais do filme, Caine sugere que Cobb realmente está no mundo real durante o desfecho.

“Stanley Kubrick é o maior cineasta de todos os tempos”, diz Christopher Nolan em entrevista