A organização mundial que busca defender os animais, a PETA, está organizando um boicote contra o filme Alpha, estrelado por Kodi Smit-Mcphee (X-Men: Apocalipse).

A aventura é acusada de ter abatido e esfolado animais durante as gravações na província de Alberta, no Canadá. Publicamente, o estúdio tem outra explicação.

“Cinco bisões perderam suas vidas, tudo para que seus corpos pudessem ser usados ​​como acessórios neste filme totalmente inútil”, disparou a vice-presidente da PETA, Lisa Lange, ao The Hollywood Reporter.


A executiva da organização ainda pediu que o público não vá aos cinemas assistir o filme. A publicação da THR também afirma que o uso de animais mortos na produção viola regras da American Humane Association, organização que busca garantir a segurança e bem-estar dos animais.

Elton John quer fazer boicote às redes sociais para acabar com discurso de ódio

Uma fonte próxima da produção, que não quis se identificar, respondeu a publicação norte-americana. De acordo com a declaração, o Studio 8, responsável pelo longa, não tinha conhecimento das diretrizes da American Humane.

“Essa situação lamentável foi por causa de um vaqueiro que foi desonesto”, disse a fonte ao The Hollywood Reporter.

A explicação é de que a produção contratou uma empresa de processamento de carnes para utilizar as carcaças dos bisões mortos nas filmagens.

Alpha é uma história que se passa há 20 mil anos na Europa, na Era do Gelo. Um jovem, interpretado por Kodi Smit-McPhee, passa a lutar pela sobrevivência quando é abandonado por sua tribo. A direção é de Albert Hughes.

No Brasil, Alpha tem estreia prevista para o dia 6 de setembro.