Não é apenas Don Mancini, roteirista e co-criador de Brinquedo Assassino, que está com raiva da MGM por realizar um reboot sem o seu consentimento. Christine Elise, de Chucky 2 (1990) e O Culto de Chucky (2017), disparou contra o estúdio.

Para o Horror Geek Life, Christine Elise afirmou com todas as letras que não concorda com a ação da MGM. Ao contrário de outras franquias que estão sendo renascidas, como Halloween, o Brinquedo Assassino não estava abandonado. Don Mancini está até trabalhando em uma série de TV sobre Chucky.

“Eu acho que é uma babaquice inacreditável. Com certeza é uma ação idiota. Eu não sei porque eles querem estragar com uma franquia saudável. Para criar uma competição com uma franquia que já existe, como você disse, saudável, já franquias robustas são super idiotas. E ninguém da franquia original participará; eles não vão ter Brad Dourif, eles não vão ter Don e eles não vão ter nenhum de nós (do elenco)”, bradou Christine Elise ao portal.


Brinquedo Assassino | MGM pode ter começado produção do reboot

Enquanto membros dos filmes originais reclamam com a MGM, o estúdio parece seguir adiante com o projeto. Ainda nesta semana, o diretor Lars Klevberg (Polaroid) publicou uma imagem com o início dos trabalhos do novo Brinquedo Assassino.

A produção do longa, que teve o clássico lançado em 1988, conta com nomes conhecidos dos fãs do terror moderno. Os produtores serão David Katzenberg e Seth Grahame-Smith, de It: A Coisa (2017). Já o roteiro fica com Tylor Burton Smith, de Kung Fury, e que também faz roteirização de jogos de videogame.

A nova história será focada em um grupo de crianças que descobre um moderno brinquedo, que no fundo, é o mesmo brinquedo assassino de sempre.

Ainda não há previsão para o lançamento do novo Brinquedo Assassino. .