Há alguns anos, Milo, filho de Mel Gibson trocou a profissão de eletricista para seguir a carreira do pai em Hollywood. Hoje, às vésperas de estrear o seu primeiro papel de protagonista em um filme, Milo Gibson poderia ter visto sua vida tomar outro rumo se deixasse se abalar pela falta de incentivo do pai.

“Nunca houve desencorajamento ou encorajamento. Meu pai sempre foi um grande adepto de deixar as pessoas fazerem o que querem, e continuar fazendo coisas novas, tentando coisas novas, mas fazerem o que querem. E eu fiz isso. Tive muitos empregos diferentes, mas eles não eram algo que eu queria para o resto da minha vida. E eu tenho muita paixão por atuar e amo fazer isso”, contou o ator em entrevista para o The Hollywood Reporter.

Apesar de não ter interferido nas escolhas dos filhos, Mel Gibson deu alguns conselhos que Milo leva em sua vida até hoje, muitos que o ajudam na hora de encenar.


“Algo que está comigo [que meu pai me disse] é, quando você você está trabalhando, para ser verdade verdadeiro com o seu personagem e tentar emular o máximo possível, e claro, se divertir. Esqueça que a câmera está ali. Eles dizem que a câmera é sua melhor amiga, mas eu acho que ajuda mais se esquecê-la que ela está ali, porque se você lembrar que ela está ali não conseguirá ser verdadeiro no que está fazendo. Então, [o conselho dele foi] para ser honesto”, disse Milo Gibson.

War Pigs | Mel Gibson e Colin Farrell protagonizam novo longa de guerra

Durante a entrevista, ele também relembrou momentos da infância e de seu período como eletricista, momento em que decidiu mudar de vida e tentar sucesso como ator.

“Eu acho que quando eu e meu irmão Louis – hoje diretor – eramos criança nós fazíamos um monte de vídeos caseiros. Ele sempre era o diretor e eu o ator. Então foi aí que começou [o desejo em atuar], mas então deixei isso de lado – não era algo que sempre estava claro para mim. Acho que quis tentar outras coisas que me interessavam. Eu definitivamente nunca fui forçado pelo meu pai ou algo do tipo. Mas sempre foi algo que ficou na minha cabeça, tipo ‘talvez um dia seja algo que eu goste de fazer’. E um dia eu estava ‘não quero ter 60 anos e me arrepender do que não fiz’ – acho que muitas pessoas se arrependam bastante de suas vidas – e eu não queria ser uma dessas pessoas”, relembrou o ator.

Em Breaking & Exiting, Milo Gibson será um ladrão especialista em invasão à domicílio. Em um de seus crimes, acaba invadindo um apartamento que estava com a moradora (Jordan Hinson). Ele decide ajudar a moça que enfrentava problemas e juntos embarcam em uma história de amor e auto-conhecimento.

O filme é dirigido por Peter Facinelli e Jordan Hinson assina o roteiro.

Breaking & Exiting chega aos cinemas norte-americanos nesta sexta-feira (17).