James Gunn, diretor da franquia Guardiões da Galáxia, que foi demitido pela Disney após a descoberta de tuítes racistas, filmou em segredo um longa de terror para a Sony Pictures.

Um recente cronograma de lançamentos do estúdio, obtido pelo Screen Rant, lista um “filme de horror sem título definido de James Gunn”. A produção, a cargo da Screen Gems (braço cinematográfico da Sony dedicado a filmes de terror), tem lançamento previsto para 30 de novembro nos EUA. Mais informações não foram dadas.

Pouco antes da Comic-Con 2018, surgiu um rumor de que Gunn estaria desenvolvendo uma adaptação em game do mangá Bloodborne, para Playstation 4, mas agora foi confirmado que tal projeto para a Sony trata-se mesmo de um filme.


Ao site, a Sony confirmou que o longa de James Gunn continua programado para estrear em novembro, mesmo após toda a polêmica gerada pela demissão do cineasta.

Apesar de ter perdido seu emprego na Disney, aparentemente o diretor está longe de ter o fim de sua carreira no cinema.

De acordo com o THR, James Gunn já foi contactado por diversos produtores e executivos, de grandes estúdios rivais, interessados em tê-lo em seus projetos – leia mais.

Guardiões da Galáxia 3 | Roteiro de James Gunn pode ser utilizado, com alterações