Com a criação da hashtag #ShareYourRejection, ontem (16), o Twitter ficou recheado de fascinantes projetos, que jamais viram a luz do dia, e com revelações sobre decisões surreais de executivos de Hollywood. Uma das melhores revelações foi sobre o projeto da Mulher-Gato de John August.

Conhecido como roteirista de Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas e do vindouro live-action de Aladdin, August tentou vender a ideia de um filme da Mulher-Gato para a Warner Bros. O estúdio, na época, estava desenvolvendo um spin-off estrelado por Michelle Pfeiffer, que estrelou Batman: O Retorno.

Tim Burton estava atrelado ao projeto, que trazia roteiro de Daniel Waters (roteirista de Batman: O Retorno). Infelizmente, o filme foi cancelado depois de Batman Eternamente, mas a Warner ainda queria fazer o projeto.


August apresentou sua versão, que trazia Pfeiffer no elenco e mostrava o filme começando no Halloween, com Selina Kyle caindo de um prédio e perdendo seus poderes e identidade.

A Warner, no entanto, como podemos ver no tweet abaixo, queria algo bem diferente:

Mulher-Gato na Warner em 1998. Continuação com retorno de Michelle Pfeiffer. Produtor animado. Depois da apresentação, executivo insistiu que precisaria ser com a Sarah Michelle Gellar e ter uma cena com ela lavando o cabelo, então ele mostrou o trailer de Matrix”.

No fim, não vimos nenhum dos projetos seguindo adiante. O que ganhamos foi o terrível longa-metragem estrelado por Halle Berry, considerado um dos piores filmes de herói de todos os tempos.