Em entrevista à EW, Bradley Cooper falou sobre como passou por um processo de metamorfose para interpretar Jackson Maine em Nasce uma Estrela, primeiro filme dirigido por ele, que traz, também, Lady Gaga no elenco.

“Eu sabia que não poderia interpretar eu mesmo como esse cara – eu tinha de mudar tudo”, disse Cooper.

Cooper revelou que uma das principais mudanças que ele fez foi abaixar o tom de sua voz. Jackson tem uma voz rouca, praticamente fala em grunhidos.


“Eu sabia que tinha de abaixar o tom da minha voz em um oitavo”, explicou o ator. “Então contratei [o treinador de fala] Tim Monich logo cedo – quero dizer, praticamente um ano antes de rodarmos o filme. Ele se mudou para Los Angeles e trabalhamos por cinco dias por semana, quatro horas por dia, em exercícios para abaixar a minha voz. Foi brutal e levou meses, meses e meses. A pessoa que eu usei foi Sam Elliott [que interpreta o irmão de Jackson, Bobby] por que eu não queria ser apenas um cantor de música country e não queria que ele tivesse um sotaque. Sam foi criado na California e sua mãe é do Texas, então é tipo uma ótimo voz híbrida”.

Nasce Uma Estrela | Bradley Cooper diz que trabalhar com Clint Eastwood o ajudou a se preparar para o filme

Cooper interpretará o papel que foi de Kris Kristofferson no longa original, enquanto Lady Gaga será a personagem interpretada uma vez por Streisand.

Na trama original, Kris Kristofferson interpretava um rockstar veterano que toma uma cantora-revelação como protegida – enquanto a carreira dele decai, a dela entra em franca ascensão, e o romance dos dois sofre por isso. A nova versão tem roteiro escrito por Will Fetters (Lembranças).

A estreia de Nasce Uma Estrela está marcada para 11 de outubro.