A Sony pode ter encontrado um substituto para o Homem-Aranha em seu universo cinematográfico.

Com Venom sendo a primeira produção do estúdio a explorar um vilão da galeria do Cabeça-de-Teia, eventualmente todos os criminosos terão que enfrentar algum tipo de herói, e o Screenrant parece ter descoberto a resposta.

De acordo com um extenso artigo do portal, a anti-heroína Silk seria a grande figura central dos filmes, adotando o papel que em teoria seria do Homem-Aranha; mas que atualmente faz parte dos Vingadores no UCM.


A personagem surgiu nos quadrinhos em 2014, quando Peter Parker descobriu que a aranha radioativa que lhe picou e garantiu os poderes também havia feito outra vítima: Cindy Moon, que foi capturada e treinada pelo vilão Ezekiel Stane – eliminando qualquer semelhança com o arco clássico de “Grandes Poderes, Grandes Responsabilidades” de Peter e o Tio Ben: Silk é muito mais agressiva justamente por isso.

Após Peter resgatá-la, os dois se tornaram bons aliados, com Silk apresentando um aprimoramento notável em praticamente todos os poderes do Cabeça-de-Teia.

Sony controla os direitos de 900 personagens da Marvel nos cinemas

É uma decisão que pode mostrar-se inteligente para a Sony, ainda mais ao navegar na onda de trazer protagonistas femininas interessantes e distintas, além de também trazer figuras inéditas para o cinema.

Como o diretor Ruben Fleischer afirma que Venom não tem nenhuma figura heroica, e a Sony já desenvolve filmes para Morbius, Kraven, Gata Negra e diversos outros vilões, a presença de Silk – que já atua como uma heroína, de certa forma – faz todo o sentido.

O início do Universo da Sony chega com a estreia de Venom, em 4 de outubro.

15 fatos sobre o Venom que somente os maiores fãs do personagem se lembram