Nem sempre adaptar creepypastas pode render uma maravilha cinematográfica. Recentemente, a Sony aprendeu do pior jeito com o fracasso de público e crítica gerado por Slender Man: Pesadelo sem Rosto.

De acordo com o Bloody Disgusting, diversas cenas do filme foram cortadas pelo estúdio, já que a Sony nunca esteve realmente apoiando a ideia original de Slender Man que seria um filme de terror para maiores.

Adolescente assusta pessoas em exibição de Slender Man nos EUA


Os cortes foram para deixar o filme mais leve e com maior potencial de público. Para isso, muito do roteiro original foi alterado durante a produção e depois as cenas mais violentas foram cortadas por medo da reação do público.

Graças a isso, Slender Man: Pesadelo sem Rosto, é apontado como um filme incoerente, repleto de furos e personagens que desaparecem e reaparecem sem o menor cuidado, já que “cenas inteiras importantes” foram deixadas de lado segundo a fonte anônima do BD.

Distribuído pela Sony Pictures, Slender Man: Pesadelo Sem Rosto estreia nos cinemas brasileiros em 23 de agosto.